A importância do Aquecimento

Share:
Fala, meus craques.

Já vou começar com uma frase típica da rapaziada: "Professor, já tá quente pra caramba, se eu aquecer, vou ferver e sumir"

Frase feita do velho migué, né?



O aquecimento, como o próprio nome diz, serve pra aquecer músculos, órgãos e mente para a realização de uma atividade, seja ela de alto nível ou não. Muita gente, em várias atividades do cotidiano, como, por exemplo, jogar sinuca com os amigos, às vezes leva um gato logo de cara e você, claro, defendendo sua honra, diz "é a primeira, ainda tô frio". No esporte, é mais ou menos essa pegada. Você entrando frio, corre o risco de aumentar a porcentagem de: Erros, quedas, decisões erradas e, claro, o temor de todo atleta. LESÕES.

O aquecimento bem administrado joga o atleta em um patamar que eu costumo chamar de "ON FIRE", pois é basicamente isso. O momento crucial da partida são os primeiros 15 minutos. Se uma das equipes entra "fria", o risco de levar um gol e, consequentemente degringolar o jogo, é consideravelmente alta.

Falando em termos técnicos, o aquecimento prepara a musculatura do atleta com estímulos leves e moderados, enviando informações para que se preparem para um esforço considerável. Com essas informações, o risco de informações desconexas chegarem ao cérebro diminui, e, consequentemente, o risco de movimentações inadequadas e lesões diminui drasticamente, proporcionando para o atleta um desempenho de acordo com o que ele foi preparado para apresentar.


Nenhum comentário