O coração de um atleta - Motivação

Share:

Jogador de futebol não é máquina. É um ser humano, suscetível a falhas, decisões erradas. Todos nós somos falhos, independente da área de atuação. Mas até onde isso é influenciável no desempenho do atleta? Não é uma questão simples de responder.

Temos histórias de superação maravilhosas no futebol antigo, moderno, e teremos outras várias no futuro. Até porque, já dizia o grande Thiago Andrade, "O futebol é um dos poucos meios de se dormir, hoje, na favela, e acordar, amanhã, em Paris". Não sabemos o porquê, mas é uma grande verdade, visto os salários exorbitantes que grandes jogadores recebem (e outros, de menor expressão mundial, também). E isso pode se tornar um grande atrativo para muitos jovens. Mudar de vida, tirar a família da dificuldade, realizar o sonho de jogar num estádio lotado, com a camisa de um grande clube brasileiro (ou europeu).

Porém, chega uma hora que o desânimo bate. Nenhum passe é concluído com precisão, os chutes passam longe, até um domínio simples passa a ser pior que domar um leão, usando como base a velha frase "matar um leão por dia". E a realidade do atleta é dura. Ele mata o leão, domina um elefante, dribla um enxame de abelhas, tira um tigre da jogada e bate na saída de uma girafa. E na maioria das vezes, comemora com um cacto.

Isso se ele conseguir dominar o elefante. Difícil, não? O jogador de futebol é como um malabarista em uma corda bamba, onde os pinos estão em chamas, e tem pessoas balançando a corda a todo momento. Poucas pessoas estão te incentivando, aliás, infelizmente, a realidade do Brasil é um circo, e, claro, tem muita gente querendo ver esse circo pegar fogo.

A vitória é relativa para um atleta. Ganha no campo, fora dele, infelizmente, um 7x1 por minuto.

Aí, no dia seguinte, surgem as 3 perguntas máximas: "Eu sou capaz?" "Onde já cheguei?" Onde posso chegar?"

E um olhar brilhoso corta um futuro possível de glórias, dinheiro, fama e boa vida. Mais um dia matando leões, elefantes, abelhas, tigres e girafas. O amor ao esporte é grande, mas a possibilidade de mudança de vida é maior. E lá vamos nós, mais um dia de treino, mais um dia de luta.

Respondendo às perguntas... Você é capaz, olhe para seu passado, tudo o que já fez e passou. Tudo o que deixou para trás em busca de um sonho, visto pela maioria das pessoas como impossível. Você fez tornar possível até agora, e vai continuar fazendo o seu melhor para continuar.

Olha onde você já chegou. Pode parecer pouco, mas a cada dia é um aprendizado diferente, uma nova oportunidade de ser diferente, fazer diferente, fazer a diferença. Na sua vida, na vida da sua família, no seu futuro.

Você pode chegar onde sua imaginação permitir. Cuide de seu corpo, ele é seu templo. Sem ele, nada disso é possível, você não resiste. Cuide da sua mente, ela quem manda em você. Respeite quem está ao seu lado, pais, avós, tios. Eles podem estar abrindo mão de algo para te possibilitar seguir sonhando. Se dedique ao máximo, que, como disse Ayrton Senna, "com muita força, determinação e muita fé em Deus, você chega lá. De alguma maneira você chega lá".

Olhe para frente. Veja onde você chegou.

Falta pouco, não desista agora. Eu estou contigo.

Um comentário: