O homem que transformou a "Cabeça-de-Área". Literalmente.

Share:

Com certeza você conhece alguém que chama um meia-defensor de "cabeça-de-área", e já se pergunta: "Ah, provavelmente ele tá falando do volante". Né não? E se eu te contar que esse cara da foto literalmente transformou o "cabeça-de-área" em "volante" usando um estilo de jogo forte, de boa marcação, e com saídas de bola à partir da linha defensiva com uma qualidade até antes jamais presenciada?

O nome desse cara é Carlos Volante. Entendeu agora?

Usando um pouquinho da Wikipedia, Carlos Martín Volante, mais conhecido apenas como Carlos Volante (Lanús, 11 de novembro de 1910  Milão, 9 de outubro de 1987) foi um treinador e ex-futebolista argentino, que atuava como volante.

No Brasil, fez sucesso defendendo o Flamengo e comandando InternacionalVitória e Bahia. Também ganhou notoriedade em sua época de jogador, por dar origem à expressão "Volante" no futebol brasileiro. Passou também pelo futebol francês.

Como jogava no meio de campo, a expressão "Volante" se tornou popular definindo a sua posição, e a expressão é utilizada para os jogadores que atuam na mesma posição até os dias atuais, em todo o Brasil.

Com um jeito até então jamais antes visto, Volante foi volante. Literalmente. Dono de um preparo físico privilegiado, conseguia fazer uma excelente cobertura de marcação para a até então "linha de beques", e como naquela época não era muito comum os laterais apoiarem o ataque, esbanjava sua técnica, fazendo a transição defesa/ataque com a bola aos pés, distribuindo bons passes.

Como treinador, seu feito máximo foi ter sido, até Jorge Jesus em 2019, o único treinador estrangeiro a conquistar o Campeonato Brasileiro (e logo o primeiro, que na época era chamada de Taça Brasil), em 1959, em cima do gigantesco Santos de Pelé, Coutinho e Pepe, defendendo o Bahia, com uma campanha excelente. 9 jogos, 2 empates e 3 derrotas em 14 partidas disputadas. Tá bom pra você?

Um comentário:

  1. Pois é, vivendo e reaprendendo mais um conhecimento das redes sociais. Muito bom

    ResponderExcluir